Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Falucho no Feminino

Brito-Semedo, 31 Mai 18

 

Senhor das Ilhas.jpg

À memória do Armador Manoel Antonio Martins, o Senhor das Ilhas

 

 

“As mulheres não casam com os homens, casam com os sonhos dos homens (…). As mulheres não têm tempo para sonhar (…) são uma encruzilhada de vidas e têm que se manter acordadas, atentas a todas essas vidas que passam em si” – Personagem Maria Josefa, in O Senhor das Ilhas, 1994, pg. 17

 

A vida do mar sempre foi para homens de barba rija e mãos grandes e calejadas.

 

As mulheres, que não enfrentavam o mar, viviam os seus efeitos – anseios, frustrações, perdas, amores e desamores… E sendo repositórios das memórias, registavam as estórias dos pais, dos maridos, dos filhos… preservando-as.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

MMartins.jpeg

Foto Arquivo Histórico Nacional (IAHN), Praia

 

 

Manoel Antonio Martins

 

(Reino da Galliza, cerca de 1772 – Boa Vista, 06 de Julho de 1845)

 

 

Tendo arribado a Cabo Verde nos finais do século XVIII, radicou-se na ilha da Boa Vista. Comerciante, proprietário e armador, foi o homem mais rico de Cabo Verde no seu tempo. A sua fortuna assentava no monopólio da compra da urzela e na exploração do sal. A ele se deve o povoamento da ilha do Sal, onde mandou assentar, ainda na década de trinta, a primeira via-férrea de todo o território português de então. Também se dedicou à política e entrou em conflito com alguns governadores, tendo sido, juntamente com Antonio Pusich, o introdutor da moda dos opúsculos em Cabo Verde.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Esquecer!? Ninguém esquece…
Suspende fragmentos na câmara escura, que se revelam à luz da lembrança...

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Jornalista e Poeta Eugénio Tavares

Comunidade

  • Pedro Lima

    Esquina do Tempo, magistralmente criado por Dr. Br...

  • Anónimo

    Vénias minhas.

  • Anónimo

    Fico agradecido com a sua resposta.Estamos no exer...

Powered by