Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

 

Sucla.jpg

 

Com quase 100 anos de actividade, a Sociedade Ultramarina de Conservas (SUCLA) é a maior exportadora da ilha de São Nicolau.

 

A fábrica foi criada em 1931 no Tarrafal de Montrigo, na ilha de Santo Antão pelo português António Cadório, nome ainda presente nos rótulos das latas de conserva de atum, tal como os navios do período dos descobrimentos portugueses que ainda hoje as ilustram. Em 1935, a fábrica mudou-se para o Tarrafal de São Nicolau, onde funciona até hoje.

 

Até 2000, a SUCLA tinha uma capacidade instalada de processamento anual de 2.500 toneladas de conservas, que duplicou após um investimento de modernização de quase um milhão de euros concluído em 2004.

 

Contudo, a matéria-prima não chega para as encomendas das conservas que vêm de todo o mundo. Chegam mesmo a passar-se semanas sem descarga de peixe na fábrica, localizada precisamente no centro da vila piscatória do Tarrafal.

 

A importância da SUCLA para o Tarrafal, concelho com pouco mais de 5.000 habitantes, e para a ilha de São Nicolau, é reconhecida pela autarquia local, que há cerca de dois anos abraçou o projecto estatal de criação do complexo de pesca, incluindo a ampliação do cais para melhorar as condições de descarga do pescado e também de embarcações de outras ilhas.

 

Manuel Brito-Semedo

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Esquecer!? Ninguém esquece…
Suspende fragmentos na câmara escura, que se revelam à luz da lembrança...

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Jornalista e Poeta Eugénio Tavares

Comunidade

Powered by