Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

 

DizCorrendo, Logo.jpg

 

Este é mais um tema sobre o qual o silêncio é tão intenso que se torna palpável, quase audível, devido à ausência de som ou de resposta em um momento em que se espera algum tipo de reacção das autoridades de Cabo Verde enquanto Estado de Direito Democrático.

 

 

Este silêncio é revelador de que não se está, nem se vai ficar, “em paz com a história” enquanto houver um esquecimento activo sobre as atrocidades cometidas durante o regime de Partido Único. Enquanto a estratégia para a desejada unidade nacional for a de deixar aspectos importantes de lado, apenas porque são vistos como divisivos ou prejudiciais, não conseguiremos avançar em direcção a um novo futuro. Este tipo de “esquecimento” implica a negação ou ocultação de eventos importantes e deixa de fora da nossa história o registo dos acontecimentos relativos a uma parte do seu povo. Onde fica a unidade?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

SV 25 de Abril 4.jpg

29.Abril.1974 - Manifestação dos estudantes do Liceu Gil Eanes

Maio 1974 3.jpg

1.º de Maio - Doutor Baltasar Lopes levado ao ombro pela população

Maio 1974.jpg

1.º de Maio - Doutor Baltasar Lopes discursando na varanda da Câmara Municipal de São Vicente


Autoria e outros dados (tags, etc)

Esquecer!? Ninguém esquece…
Suspende fragmentos na câmara escura, que se revelam à luz da lembrança...

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Jornalista e Poeta Eugénio Tavares

Comunidade

  • Garcia Baxe

    Chamo-me Garcia Baxe “Kekas Baxe”, bailarino e cor...

  • Anónimo

    Se Simão nasceu em 1842, e o naufrágio foi em 1853...

  • Joelson Leal

    Sr. Brito, o senhor sabe quem escreveu a música "R...

Powered by